Sensacional. Mais uma daquelas amostras contundentes de que nem tudo o que vemos, e como vemos, representa a verdade objetiva… A propósito, será mesmo existe isso??? Ou serão, de fato, apenas versões??? :))
Ops, deixando o momento filosófico de lado, eis aí:

Tem mais links sobre o efeito, e explicações, AQUI.

Serve para ilustrar porque o ceticismo sadio defende que o que a visão capta (ou qualquer dos outros sentidos percebe), sozinho, não basta para abandonar a atitude cética… 😉