Redomas marcianas

O Planeta Vermelho

Cenas reais de um outro mundo. Essa imagem, por um lado, tem tudo a ver com o template do meu blog. Por outro, tem a ver com a exobiologia (não, não exatamente com Ufologia, mas com sua prima realmente considerada ramo da ciência), já que foi divulgada ilustrando uma matéria que cogita a ação de gases e gelo ainda hoje em Marte como insumos mantenedores de uma eventual vida (microbiana) no Planeta Vermelho. E, por outro lado ainda, tem tudo a ver com algumas bobagens que já foram ditas (e ainda hoje o são) na Ufologia.

Uma vertente mais paranóica desse “ramo de interesse”, digamos assim, não teria o menor pudor em denominar “redomas artificiais” a essas duas belas formações semi-esféricas, provavelmente causadas pelo impacto de algum asteróide ou outrao evento natural qualquer.

Há poucos dias uma das muitas listas de discussões em que participo perdeu dias discutindo “pedras” porque alguém achou que pareciam cachorros ou tartarugas. Algumas pessoas insistem em não considerar as maravilhas de um novo mundo por si só. Precisam pensar nele como sombra de uma realidade outra mais fantástica do que a já incrível realidade que ora vislumbramos.

Esse fanatismo que já criou de rostos marcianos a redomas lunares é uma das razões pelas quais ainda hoje a Ufologia, como legítimo fenômeno, é marginalizada.

::Via Palm::
(PS: Editado via Desktop, para enviar a imagem e corrigir acentuação. Aliás, está descoberta a razão da intermitência do funcionamento do Mo:Blog com o B2: problemas com *alguns* caracteres acentuados, a saber: í, ô e õ… Como eu disse no post anterior: o tempo…)